Surto de gastroenterite atinge 200 guardas da GNR

As aulas no Centro de Formação de Portalegre da GNR estão suspensas, desde hoje e até segunda-feira, na sequência de um alegado surto de gastroenterite, com provável etiologia viral, que afeta cerca de 200 formandos.

Em comunicado, a GNR explica que, nos últimos dias, foram registados casos de sintomas coincidentes com o quadro de gastroenterite.

Fonte da GNR adiantou à agência Lusa que a situação afeta cerca de 200 dos 600 guardas provisórios que estão a frequentar o 40.º curso de formação de guardas.

"A situação vem sendo acompanhada de perto por uma equipa médica da GNR, em coordenação com a autoridade de saúde pública local, tudo apontando para a existência de um surto de gastroenterite, com provável etiologia viral", lê-se no comunicado.

Indicando ser "fundamental proceder à melhoria da ventilação e desinfeção das áreas comuns das instalações que albergam os guardas provisórios", a GNR adianta que foi decidido, por motivos preventivos e por indicação médica, interromper as atividades letivas até à próxima segunda-feira.

Ler mais

Exclusivos