SMS da Proteção Civil chegou a mais de sete milhões de pessoas

Mensagem sobre o risco de incêndio foi enviado para várias zonas do país

O SMS preventivo da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) para o risco de incêndios para várias zonas do País chegou a mais de sete milhões de pessoas, segundo informação da ANPC.

As mensagens escritas enviadas para telemóveis chegaram a "7.099.858 de cidadãos que se encontravam esta manhã nos distritos de Évora, Setúbal, Lisboa, Santarém, Portalegre, Castelo Branco, Coimbra, Leiria, Viseu, Guarda e Bragança", segundo o mesmo comunicado.

A proteção civil referiu que entre as 08:00 e as 10:00 deste sábado, foram enviadas com sucesso 66% das mensagens.

Às 12:00, quatro horas após o início do processo, o número de mensagens enviadas com sucesso atingiu os 90,3%, segundo a mesma fonte.

"Importa esclarecer que se o telefone estiver desligado ou sem cobertura de rede a mensagem não é entregue, pelo que não é considerada nos valores percentuais anteriormente referidos", lê-se ainda.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.