SEF detém passageiro vindo do Togo

Um homem de 42 anos foi detido esta semana no aeroporto de Lisboa por crimes ligados à imigração ilegal. Viajava do Togo em direção a Milão.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve na terça-feira desta semana um cidadão estrangeiro no Aeroporto de Lisboa. Está indiciado pela prática dos crimes de auxílio à imigração ilegal, falsificação ou contrafação de documento e uso de documento alheio. Presente na quarta-feira a tribunal, ficou em liberdade com termo de identidade e residência (TIR).

A detenção ocorreu aquando do controlo do voo oriundo do Togo, com escala no Gana. O cidadão em causa, estava acompanhado de uma mulher estrangeira, de 29 anos, apresentada como cônjuge, viajando juntos para Milão, Itália. Mas a mulher não soube dizer em concreto qual seria o seu destino, uma vez que o cidadão que a acompanhava havia organizado toda a viagem.

O SEF suspeitou desde logo que a mulher não era a verdadeira titular dos documentos que apresentou (um passaporte do Gana e um Título de Residência de Itália). Num controlo de segunda linha, na Unidade de Identificação e Peritagem Documental do SEF, confirmou-se "as dissemelhanças entre a passageira e as fotos dos documentos".

O acompanhe, residente legal em Itália, acabou por confessar que se tratavam de documentos alheios. E, na bagagem de porão, a policia descobriu um Bilhete de Identidade Italiano falso e dois documentos genuínos pertencentes a cidadão desconhecido.

Ler mais

Exclusivos