PSP apreendeu 15,5 quilos de cocaína deixada na rua em Vila Nova de Gaia

Um grupo de suspeitos largou a droga no chão quando se apercebeu da chegada das autoridades ao local

A PSP apreendeu esta quarta-feira 15,5 quilogramas de cocaína em Vila Nova de Gaia, depois de um grupo de suspeitos ter largado a droga no chão quando se apercebeu da chegada das autoridades ao local, disse fonte daquela força policial.

Segundo fonte do Comando Metropolitano do Porto da PSP, durante uma operação de patrulhamento e prevenção, cerca das 01:45, agentes da PSP de Vila Nova de Gaia tentaram intercetar dois veículos na Avenida Manoel de Oliveira que consideraram suspeitos, mas, ao aproximarem-se dos carros, esses puseram-se em fuga.

O grupo, que se encontrava em dois veículos, deixou no chão daquela avenida os 15,5 quilos de cocaína, quantidade suficiente para cerca de 77 mil doses individuais.

Polícia está à procura dos suspeitos

A droga foi apreendida e, segundo a mesma fonte,estão a ser feitas diligências para encontrar os suspeitos.

Os agentes não conseguiram quantificar o número de pessoas que seguia nas duas viaturas.

Exclusivos

Premium

história

A América foi fundada também por angolanos

Faz hoje, 25 de agosto, exatos 400 anos que desembarcaram na América os primeiros negros. Eram angolanos os primeiros 20 africanos a chegar à América - a Jamestown, colónia inglesa acabada se ser fundada no que viria a ser o estado da Virgínia. O jornal The New York Times tem vindo a publicar uma série de peças jornalísticas, inseridas no Project 1619, dedicadas ao legado da escravatura nos Estados Unidos. Os 20 angolanos de Jamestown vinham num navio negreiro espanhol, a caminho das minas de prata do México; o barco foi apresado por piratas ingleses e levados para a nova Jamestown. O destino dos angolanos acabou por ser igual ao de muitos colonos ingleses: primeiro obrigados a trabalhar como contratados e, ao fim de alguns anos, livres e, por vezes, donos de plantações. Passados sete anos, em 1626, chegaram os primeiros 11 negros a Nova Iorque (então, Nova Amesterdão) - também eram angolanos. O Jornal de Angola publicou ontem um longo dossiê sobre estes acontecimentos que, a partir de uma das maiores tragédias da História moderna, a escravatura, acabaram por juntar o destino de dois países, Angola e Estados Unidos, de dois continentes distantes.