Morreu Aureliano Veloso, primeiro presidente democraticamente eleito para a Câmara do Porto

Pai do músico Rui Veloso, antigo autarca morreu hoje aos 95 anos.

Aureliano Veloso foi o primeiro presidente a ser eleito para a Câmara do Porto, como independente pelo Partido Socialista (PS), nas primeiras eleições autárquicas após o 25 de Abril, tendo governado a cidade entre 1977 e 1979.

Nascido na freguesia de Folgosinho, em Gouveia, em 25 de fevereiro de 1924, Aureliano Capelo Pires Veloso, licenciou-se em Engenharia Químico-Industrial pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto em 1949.

Aureliano Veloso era pai do músico e cantor Rui Veloso e irmão de Pires Veloso, candidato à presidência da República em 1980 que ficou conhecido como o "vice-rei do Norte".

Em 2011, foi agraciado com a Medalha Municipal de Honra da cidade do Porto, tendo sido, ao longo da sua vida uma "figura de enorme relevo na vida cívica da cidade", lembra o líder da Distrital do Porto do PS, Manuel Pizarro, numa nota de pesar.

"O seu irrepreensível percurso profissional e político tornam-no credor da admiração de todos os portuenses", afirma Manuel Pizarro, adiantando que "o Porto não o esquecerá".

As cerimónias fúnebres de Aureliano Veloso realizam-se na quinta-feira, às 16:30, no Tanatório de Matosinhos, avançou o Jornal de Notícias.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.