Ministério Público abre inquérito à violência em escola da GNR

Instruendos foram hospitalizados após alegado espancamento no Centro de Formação da GNR em Portalegre.

O Ministério Público (MP) "determinou a instauração" de um inquérito à alegada violência de instrutores no 40º curso de formação de agentes da GNR e que levou uma dezena de alunos a serem hospitalizados.

A decisão, confirmada esta segunda-feira pela Procuradoria-Geral da República ao DN, surge na sequência da revelação pelo JN de que 10 formandos foram alegadamente espancados no Centro de Formação da GNR em Portalegre.

As alegadas agressões, no "curso de bastão extensível", causaram lesões graves e traumatismos que obrigaram mesmo ao internamento hospitalar e algumas das vítimas tiveram de ser operadas.

Daí a abertura do inquérito pelo MP, noticiada pelo Expresso, na sequência do processo interno de averiguações da GNR e do inquérito ordenado pelo Ministério da Administração Interna.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Brexit

"Não penso que Theresa May seja uma mulher muito confiável"

O diretor do gabinete em Bruxelas do think tank Open Europe afirma ao DN que a União Europeia não deve fechar a porta das negociações com o Reino Unido, mas considera que, para tal, Theresa May precisa de ser "mais clara". Vê a possibilidade de travar o Brexit como algo muito remoto, de "hipóteses muito reduzidas", dependente de muitos fatores difíceis de conjugar.

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.