Um morto e um ferido em acidente nas minas de Aljustrel

Uma máquina industrial caiu para um poço de cerca de 40 metros de profundidade nas minas de Aljustrel e arrastou dois homens, de 36 e 47 anos. Há uma vítima mortal

Dois homens foram arrastados por uma máquina industrial que caiu para um poço nas minas de Aljustrel. Um dos trabalhadores acabou por morrer, disse à Lusa, fonte da GNR. A mesma fonte indicou que o óbito do homem foi confirmado às 13:02.

Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) adiantou à Lusa que a vítima mortal é um trabalhador de 47 anos.

O outro trabalhador, de 36 anos, foi transportado, de ambulância, em estado "estável" para as urgências do hospital de Beja, referiu a fonte.

Ao DN, o Comando Territorial de Beja afirmou que a máquina arrastou os dois homens para um poço com cerca de "40 metros de profundidade"

O INEM recebeu a indicação deste acidente às 11:05 e os meios de socorro incluíram um helicóptero, que não chegou a ser utilizado.

No local, estiveram um helicóptero do INEM de Évora, uma viatura de emergência de Beja, uma ambulância de suporte imediato de vida de Castro Verde, os bombeiros voluntários de Aljustrel e a GNR.

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) abriu um inquérito para averiguar as circunstâncias em que ocorreu o acidente.

O diretor da Unidade Local do Litoral e Baixo Alentejo da ACT, Carlos Graça, indicou à agência Lusa que, após ter sido recebida a informação, uma equipa de inspetores da ACT deslocou-se para o local para proceder a averiguações do acidente.

Carlos Graça explicou que o inquérito para desenvolver as averiguações foi aberto de imediato.

"Quando há acidentes com vítimas mortais, a ocorrência fica em segredo de justiça e não podemos adiantar mais nada", acrescentou o responsável da ACT.

As duas vítimas do acidente trabalhavam na manutenção mecânica, a cargo de um empreiteiro, e circulavam na altura numa viatura ligeira, indicou a concessionária do complexo mineiro.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Almina - Minas do Alentejo, explicou que se tratam de dois trabalhadores da empresa EPDM -- Empresa de Perfuração e Desenvolvimento Mineiro, da área da manutenção mecânica, que circulavam numa viatura ligeira na Mina de Feitais em Aljustrel, no distrito de Beja.

Hoje, pelas 11:10, uma máquina industrial caiu para dentro de um fosso nas minas de Aljustrel, arrastando os dois trabalhadores.

O acidente causou a morte de um homem, de 47 anos, e ferimentos noutro, de 36, que foi transportado, de ambulância, em estado "estável" para as urgências do hospital de Beja, segundo disse à Lusa fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Atualizado às 15.57

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

O Banco de Portugal está preso a uma história que tem de reconhecer para mudar

Tem custado ao Banco de Portugal adaptar-se ao quadro institucional decorrente da criação do euro. A melhor prova disso é a fraca capacidade de intervir no ordenamento do sistema bancário nacional. As necessárias decisões acontecem quase sempre tarde, de forma pouco consistente e com escasso escrutínio público. Como se pode alterar esta situação, dentro dos limites impostos pelas regras da zona euro, em que os bancos centrais nacionais respondem sobretudo ao BCE? A resposta é difícil, mas ajuda compreender e reconhecer melhor o problema.