Feridos no incêndio da Celtejo já tiveram alta. Quase 100 bombeiros combatem fogo

Incêndio na zona de armazenamento de madeiras, serradura e estilhas da fábrica em Vila Velha de Ródão. Três bombeiros ficaram com ferimentos ligeiros

Um incêndio deflagrou nesta tarde na zona de armazenamento de madeiras, serradura e estilhas no recinto da fábrica da Celtejo, em Vila Velha de Ródão. Às 19.25, estavam no local 97 operacionais, com o apoio de 41 viaturas e um meio aéreo (chegaram a estar um pouco mais de 100 homens e dois meios), disse ao DN fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco.

Segundo a mesma fonte, três bombeiros de Vila Velha de Ródão ficaram com ferimentos ligeiros. Um dos bombeiros sofreu ferimentos sem gravidade na sequência de uma queda enquanto os outros dois tiveram de ser assistidos por inalação de fumos, adiantou à agência Lusa a referida fonte.

Os três bombeiros foram transportados para o Hospital Amato Lusitano, em Castelo Branco, depois de assistidos no local, mas já tiveram alta médica.

Embora constituam algum risco para as instalações fabris, as chamas "estão confinadas ao parque de estilha de madeira", instalado ao ar livre, no perímetro da unidade fabril, que funciona há décadas naquela vila do distrito de Castelo Branco, junto ao rio Tejo.

De acordo com o CDOS, o incêndio vai demorar a ser extinto "devido ao tipo e à quantidade do material" nos armazéns que estão a ser consumidos pelas chamas.

Até ao momento desconhece-se o que terá provocado o fogo no parque da Celtejo, cujo alerta foi dado às 13.59.

Os meios mobilizados para o local são oriundos de diversas corporações de bombeiros, designadamente de Castelo Branco, Covilhã, Idanha-a-Nova, Oleiros, Proença-a-Nova e Sertã, além de Vila Velha de Ródão.

A Beira Baixa TV registou imagens do incêndio.

com Lusa
[notícia atualizado às 19.25 com a informação sobre os feridos]

Ler mais

Exclusivos