Jovem de 20 anos morre atropelado em Mora. Condutor fugiu

Um jovem de 20 anos morreu esta madrugada de sábado vítima de atropelamento com fuga numa avenida da vila alentejana de Mora, no distrito de Évora, disseram fontes dos bombeiros e da GNR à agência Lusa.

O atropelamento mortal ocorreu na avenida do Fluviário e o alerta às autoridades foi dado às 05:37, precisou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora.

Segundo fonte do Comando Territorial de Évora da GNR, trata-se de um atropelamento com fuga e, por isso e para já, desconhecem-se as circunstâncias do acidente e não se sabe quem atropelou o jovem e com que veículo.

O corpo da vítima foi transportado para o Gabinete Médico-Legal e Forense do Alentejo Central, situado no hospital de Évora, e o caso está a ser investigado pelo Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação da GNR.

As operações de socorro envolveram operacionais e viaturas dos Bombeiros Voluntários de Mora e da GNR, a Ambulância de Suporte Imediato de Vida de Ponte de Sor e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Évora, indicou a fonte do CDOS.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.