Segurança Social disponibiliza linhas de apoio às populações afetadas

São quatro números que podem ser utilizados por quem foi afetado pelos fogos em Monchique, Portimão, Silves e Odemira

A Segurança Social disponibiliza, a partir desta terça-feira, quatro linhas telefónicas específicas para apoiar as populações afetadas pelo incêndio de Monchique.

"Na sequência do incêndio que deflagrou em Monchique, no passado dia 03 de agosto, e do acompanhamento social prestado às populações afetadas, a Segurança Social disponibiliza a partir de hoje linhas telefónicas específicas de apoio, para informação genérica e encaminhamento/agendamento de atendimento", afirma o instituto em comunicado.

Para os moradores residentes no concelho de Monchique está disponível o número 300 518 518 e para os de Odemira o número 300 512 950.

Quem residir no concelho de Portimão tem à disposição a linha telefónica 300 515 290, enquanto para os moradores no concelho de Silves está disponível o número 300 516 050.

Este serviço telefónico está disponível nos dias úteis, entre as entre as 09:00 e as 17:00, informa o Instituto da Segurança Social (ISS).

O incêndio rural de Monchique (distrito de Faro, Algarve), combatido por mais de mil operacionais e considerado dominado na sexta-feira (dia 10) de manhã, atingiu também o concelho vizinho de Silves, depois de ter afetado, com menor impacto, os municípios de Portimão (no mesmo distrito) e de Odemira (distrito de Beja).

Quarenta e uma pessoas ficaram feridas, uma das quais com gravidade (uma idosa que se mantém internada em Lisboa).

Segundo o município de Monchique, arderam cerca de 16.700 hectares no concelho.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).