GNR encontra corpo de homem em aldeia de Macedo de Cavaleiros

O homem já não era visto na aldeia de Murçós há cerca de três dias

Um homem de 51 anos de idade foi encontrado morto pela GNR após alerta de populares na aldeia de Murçós, no concelho de Macedo de Cavaleiros, disse à Lusa fonte da Guarda.

"O homem já não era visto na aldeia há cerca de três dias e os populares alertaram as autoridades. Devido ao calor que se faz sentir, o corpo apresentava sinais de alguma decomposição", disse à Lusa, o capitão do GNR, Hernâni Martins.

A GNR tomou conta da ocorrência, tendo o corpo sido transportado para o Gabinete de Medicina Legal de Bragança.

No local estiveram quatro bombeiros apoiados por duas ambulâncias e uma patrulha da GNR.

Ler mais

Exclusivos

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".