Derrame de tinta obriga a encerrar piscinas exteriores de Paços de Ferreira

Foi necessário esvaziar os tanques para limpar os azulejos e substituir os filtros

O derrame de tinta nas piscinas exteriores de Paços de Ferreira obrigou a autarquia a encerrar aquele espaço, não reabrindo mais nesta época balnear, disse à agência Lusa o vereador Paulo Ferreira.

Segundo o autarca, o derrame de tinta, que considerou ter sido um ato de vandalismo ocorrido na madrugada de quinta-feira, provocou um prejuízo significativo.

Os dois tanques exteriores do complexo municipal foram encerrados na manhã de sexta-feira para iniciar os trabalhos de reposição da normalidade.

Para o efeito, foram utilizados químicos, mas essa solução, indicou o vereador, não foi suficiente, atendendo aos danos causados nos filtros das piscinas e no fundo dos tanques.

Paulo Gonçalves referiu que houve então necessidade de proceder ao esvaziamento para limpar os azulejos dos tanques e proceder à substituição dos filtros, o que já foi realizado.

Nesta fase, disse, está a proceder-se ao enchimento, mas já não há condições para as piscinas exteriores reabrirem ao público até ao próximo fim de semana, quando termina a época de utilização de verão das piscinas.

O ato de vandalismo foi comunicado à GNR.

Entretanto, as piscinas cobertas de Paços de Ferreira já reabriram ao público, depois de terem encerrado em agosto para os habituais trabalhos de manutenção.

Exclusivos

Premium

Clássico

Mais de 55 milhões de euros separam plantéis de Benfica e FC Porto

Em relação à época passada, os encarnados ultrapassaram os dragões no que diz respeito à avaliação do plantel. Bruno Lage tem à sua disposição um lote de jogadores avaliado em 310,7 milhões de euros, já Sérgio Conceição tem nas mãos um grupo que vale 255,5 milhões. Neste sábado, no Estádio da Luz, defrontam-se pela primeira vez esta temporada.