Colisão frontal em Évora provoca um morto e dois feridos graves

Acidente teve lugar esta manhã na Estrada Nacional 118.

Uma pessoa morreu e duas ficaram gravemente feridas na sequência de uma colisão frontal ao início da manhã entre dois veículos ligeiros de mercadorias na Estrada Nacional 118, em Évora.

De acordo com as informações avançadas à agência Lusa por fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora, o alerta foi dado pelas 07:04 e ao local acorreram os Bombeiros de Évora, GNR, um veículo de emergência médica (VMER) e um piquete das Infraestruturas de Portugal, num total de 11 viaturas e 22 operacionais.

A vítima mortal é uma mulher, cuja idade ainda não foi apurada.

Os dois feridos, uma mulher e um homem, foram transportados para o Hospital de Évora, acrescentou a fonte.

A estrada, que chegou a estar interdita ao trânsito após o acidente, foi reaberta pelas 09:00 com trânsito alternado, não havendo ainda informação sobre quando estarão concluídos os trabalhos no local para o trânsito voltar à normalidade.

Exclusivos

Premium

história

A América foi fundada também por angolanos

Faz hoje, 25 de agosto, exatos 400 anos que desembarcaram na América os primeiros negros. Eram angolanos os primeiros 20 africanos a chegar à América - a Jamestown, colónia inglesa acabada se ser fundada no que viria a ser o estado da Virgínia. O jornal The New York Times tem vindo a publicar uma série de peças jornalísticas, inseridas no Project 1619, dedicadas ao legado da escravatura nos Estados Unidos. Os 20 angolanos de Jamestown vinham num navio negreiro espanhol, a caminho das minas de prata do México; o barco foi apresado por piratas ingleses e levados para a nova Jamestown. O destino dos angolanos acabou por ser igual ao de muitos colonos ingleses: primeiro obrigados a trabalhar como contratados e, ao fim de alguns anos, livres e, por vezes, donos de plantações. Passados sete anos, em 1626, chegaram os primeiros 11 negros a Nova Iorque (então, Nova Amesterdão) - também eram angolanos. O Jornal de Angola publicou ontem um longo dossiê sobre estes acontecimentos que, a partir de uma das maiores tragédias da História moderna, a escravatura, acabaram por juntar o destino de dois países, Angola e Estados Unidos, de dois continentes distantes.