Calor: Venda de bilhetes para longo curso da CP está regularizada

Venda de bilhetes esteve temporariamente suspensa na sequência de queixas dos clientes por causa de avarias no ar condicionado das carruagens

A venda de bilhetes nos comboios Alfa Pendular e Intercidades que atravessam locais que registaram no fim de semana temperaturas muito elevadas, e que foi cancelada devido ao aumento das temperaturas no interior das carruagens, está já regularizada.

Fonte da CP -- Comboios de Portugal disse esta segunda-feira à agência Lusa que a venda dos bilhetes está a decorrer "normalmente e sem limitações" há umas horas e que a empresa continuará a acompanhar a evolução da situação, monitorizando as temperaturas no interior das carruagens.

No domingo, a CP explicou a sua opção de cancelar a venda de bilhetes para comboios de longo curso, "nomeadamente para aqueles que circulam em pontos que têm revelado maior impacto no aumento das temperaturas interiores", para gerir os níveis de ocupação e, "desta forma, minimizar o desconforto da viagem".

A empresa notou que as temperaturas extremas sentidas em Portugal nos últimos dias estão a "afetar seriamente a operação ferroviária".

As altas temperaturas provocam a "necessidade de intervenções continuadas" em vários pontos do país para "corrigir problemas de sinalização, quer ao nível dos comboios, cuja capacidade de refrigeração se encontra afetada", afirmou a CP.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".