Caixotes do lixo incendiados em Setúbal e Sintra

PSP reforçou policiamento na zona da Bela Vista (Setúbal), Loures e Odivelas. Foram incendiados 14 caixotes do lixo durante a madrugada.

A PSP registou 14 incêndios em caixotes do lixo durante a madrugada desta quarta-feira e uma tentativa de incendiar um automóvel em Loures, mas que foi impedida pelos agentes. Os incidentes aconteceram em Sintra, na zona junto à esquadra da Bela Vista (Setúbal), Massamá e Queluz (ambos no concelho de Sintra).

Esta foi a primeira noite após os incidentes na Avenida da Liberdade (Lisboa) em que um grupo de jovens atirou pedras aos carros que circulavam na avenida e dois após a intervenção policial no Bairro da Jamaica (Seixal) que espoletou uma onda de condenação da PSP com acusações de uso excessivo de força e de racismo por parte dos agentes. Na sequência destes incidentes, a PSP deteve um total de cinco pessoas - um no Jamaica e quatro na avenida, tendo estes últimos o julgamento sumário marcado para 7 de fevereiro.

Durante a noite foi ainda reforçado o policiamento nas zonas da Bela Vista, Loures e Odivelas com elementos da Unidade especial de polícia, o que aconteceu a partir da noite desta terça-feira, como afirmou a PSP à agência Lusa.

Em relação aos incêndios nos caixotes do lixo, fonte da Direção Nacional da PSP adiantou que "foram observados "pontualmente, em ruas diferentes", sem que houvesse "ajuntamentos, manifestações". Em alguns casos, foi a própria PSP a apagar o fogo, enquanto noutras foi necessária a atuação dos bombeiros.

Segundo a Lusa os casos aconteceram desde as 22:00 de terça-feira, "pontualmente, em ruas diferentes" e a direção nacional garantiu que não se registaram "ajuntamentos, manifestações".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.