Cadáver atado com cordas encontrado em apartamento em Lisboa

Senhorio pediu aos bombeiros para abrirem a porta, porque já não via inquilino desde o final de maio.

Um cadáver em elevado estado de decomposição, embrulhado em mantas e atado com cordas, foi encontrado na quinta-feira à tarde num apartamento de Campolide, Lisboa, disse esta sexta-feira fonte da PSP.

De acordo com a mesma fonte, quando a PSP chegou ao local, a porta do apartamento já tinha sido aberta pelos Bombeiros Sapadores de Lisboa, a pedido do senhorio, que já não via o inquilino desde os finais de maio.

O senhorio pediu a intervenção dos Sapadores porque estranhou a ausência do inquilino, "não só porque não tinha efetuado o pagamento da renda de junho, como também não conseguia contactá-lo e pensou que pudesse ter tido alguma doença súbita".

"Foi encontrado dentro de uma despensa o cadáver de uma pessoa, envolto em panos e atado com cordas, aparentemente do sexo masculino, em adiantado estado de decomposição. O proprietário não conseguiu identificar se seria o seu inquilino ou não", afirmou.

O caso foi entregue à Polícia Judiciária e o cadáver - encontrado cerca das 17:00 - foi transportado para o Instituto de Medicina Legal, aguardando-se o desenrolar da investigação.

Exclusivos