Bombeiros combatem incêndio num prédio de habitação em Campo de Ourique

O incêndio provocou dois feridos ligeiros por inalação de fumos

Um incêndio deflagrou esta terça-feira às 10.24 num prédio de habitação com seis andares na Rua Ferreira Borges, em Campo de Ourique, Lisboa, segundo o site da Proteção Civil. O acidente fez dois feridos ligeiros (um bombeiro e uma moradora), por inalação de fumos, segundo os Sapadores Bombeiros.

De acordo com fonte oficial do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, trata-se de um prédio de habitação, que foi entretanto evacuado.

"A dada altura houve uma explosão, que provocou danos em várias viaturas", referiu a mesma fonte.

A circulação automóvel na Rua Ferreira Borges estava pelas 11:00 "bastante condicionada", sendo necessário "em algumas alturas" proceder a cortes de trânsito para circulação dos veículos de socorro.

Além dos bombeiros e da PSP, estiveram no local meios do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Os Sapadores mobilizaram 32 operacionais e 10 veículos, havendo ainda uma viatura dos Bombeiros Voluntários de Campo de Ourique.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Viriato Soromenho Marques

Quem ameaça a União Europeia?

Em 2017, os gastos com a defesa nos países da União Europeia tiveram um aumento superior a 3% relativamente ao ano anterior. Mesmo em 2016, os gastos militares da UE totalizaram 200 mil milhões de euros (1,3% do PIB, ou o dobro do investimento em proteção ambiental). Em termos comparativos, e deixando de lado os EUA - que são de um outro planeta em matéria de defesa (o gasto dos EUA é superior à soma da despesa dos sete países que se lhe seguem) -, a despesa da UE em 2016 foi superior à da China (189 mil milhões de euros) e mais de três vezes a despesa da Rússia (60 mil milhões, valor, aliás, que em 2017 caiu 20%). O que significa então todo este alarido com a necessidade de aumentar o esforço na defesa europeia?