Aviso de chuva e trovoada no Norte e Açores e perigo de incêndio no Centro e Sul

O IPMA lançou avisos amarelos para os distritos de Bragança, Vila Real, Braga e Viana do Castelo, e também para os grupo central e oriental dos Aços devido à previsão de chuva e trovoadas

Quatro distritos do Norte de Portugal e ilhas dos Açores estão sob avisos de chuva e trovoada até domingo, enquanto o Sul e Centro do país estão com condições propícias a incêndios, alerta o IPMA.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), as regiões com risco muito elevado de incêndio situam-se na parte oriental do Algarve, enquanto o centro daquele distrito, e Beja, no sul, além de Castelo Branco, Portalegre e Santarém, no centro estão com risco elevado de fogos.

No Norte do país e no arquipélago dos Açores, os avisos do IPMA são no sentido oposto: chuva e trovoadas.

O instituto lançou avisos amarelos, o terceiro mais grave numa escala de quatro, para os distritos de Bragança, Vila Real, Braga e Viana do Castelo, e também para os grupos central e oriental dos Açores.

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores recomenda que nos grupos central e oriental sejam mantidas limpos os sistemas de drenagem, bem como os adjacentes à residência, e que não se circule sem necessidade

No caso do Norte do continente, o aviso amarelo - que implica uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica - foi emitido até às 21:00.

Nos Açores, o aviso relativo a chuva e trovoada está ativo até, pelo menos, às 08:00 de domingo.

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) recomenda, entre outras medidas, que nos grupos central e oriental sejam mantidas limpos os sistemas de drenagem, bem como os adjacentes à residência, e que não se circule sem necessidade.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.