Comandante da GNR acusado de castigar militares que passam poucas multas

Os militares, em abaixo-assinado, contestam o comandante do posto do Sameiro

A Associação Nacional dos Sargentos da Guarda (ANSG) anunciou na quarta-feira que vai apoiar o comandante do Posto da GNR do Sameiro, do Comando de Braga, que foi acusado pelos militares de castigar quem passe poucas multas.

Segundo noticiou o Jornal de Notícias, os militares, em abaixo-assinado, contestam o comandante do posto do Sameiro e ameaçam mesmo avançar com uma queixa-crime, alegando que estão "desmotivados e apavorados" com "a coação e as ameaças".

Em causa, segundo avança o jornal, estão alegados castigos aos militares que passem poucas multas.

"Caberá ao Comando da Guarda a defesa dos seus militares, perceber e resolver os problemas e dificuldades sentidas pelo conjunto dos militares daquele Posto, inclusive se já haviam sido reportados hierarquicamente, como se obriga, ou se trata apenas de um aproveitamento mediático, de alguém que arrasta os militares para o cometimento de infrações disciplinares", refere a associação em comunicado.

A ANSG garante ainda que "não vacilará no apoio ao Sargento Comandante do Posto do Sameiro do Comando de Braga".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.