ASAE apreende 24 mil litros de óleos

ASAE apreendeu 24 mil litros de um produto com a designação de "Especial tempero" num depósito de azeite

A investigação decorria há vários meses, informa em comunicado a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, tendo verificado irregularidade na rotulagem e falta de rastreabilidade (identificação da mercadoria e as suas origens).

Foi a Unidade de Mirandela (brigada das indústrias) que recolheu 24 mil litros de "Tempero Especial" numa unidade de embalamento de azeite do distrito de Bragança.

"Tempero especial" é a designação habitualmente usada para uma mistura de óleos, às vezes produzidos a partir de bagaço de azeitona e, por isso, mais barato que o azeite. Só através de uma leitura atenta do rótulo é que o consumidor pode verificar o que está efetivamente a comprar

Foram ainda apreendidos 63 mil rótulos irregulares.

O montante global da apreensão ascende a cerca de 22 600 euros.

"No decurso desta ação de fiscalização foi também efetuada uma suspensão parcial da atividade por falta de requisitos gerais e específicos de higiene. Foram adicionalmente colhidas amostras para verificação dos parâmetros físico-químicos legalmente estabelecidos e suspeita do produto embalado", refere o comunicado

Ler mais

Exclusivos

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".