Fogo na Guarda mobiliza mais de 200 operacionais

O incêndio em Benespera foi dado como dominado durante a manhã, mas reacendeu-se obrigando a um reforço de meios

Susete Henriques
Arquivo©  EPA/PAULO NOVAIS

Um total de 212 operacionais, apoiados por 60 viaturas e cinco meios aéreos, estavam envolvidos às 19:30 desta quinta-feira no combate a um incêndio rural na zona de Benespera, no concelho da Guarda, disse a Proteção Civil.

O incêndio em Benespera, que teve início pelas 18:18 de quarta-feira, foi dado como dominado durante a manhã, mas reacendeu-se e obrigou a um reforço de meios, segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda.

O fogo "está confinado a uma zona rochosa", onde existe um parque eólico, e "é difícil a inserção de meios" no local

"O incêndio está ativo e deflagra numa zona de difíceis acessos", disse a fonte à Lusa, pelas 16:20.

Acrescentou que o fogo "está confinado a uma zona rochosa", onde existe um parque eólico, e "é difícil a inserção de meios" no local, estando o combate a ser efetuado por elementos apeados.

Segundo o CDOS da Guarda, as chamas que tiveram início em Benespera, no concelho da Guarda, estão a alastrar para os concelhos vizinhos de Sabugal (distrito da Guarda) e Belmonte (distrito de Castelo Branco).