Homicida confessa crime 10 anos depois. Cadáver foi desenterrado pela PJ

Disse que se tratou de um disparo acidental relacionado com um negócio de venda de arma

Paula Freitas Ferreira
© D.R.

O cadáver de um homem foi desenterrado este sábado numa zona florestal em Vermoim, Famalicão, numa operação liderada pela Polícia Judiciária (PJ), disse à Lusa fonte dos bombeiros.

Segundo a fonte, dos Bombeiros Voluntários Famalicenses, o pedido para colaborar no desenterramento do cadáver foi feito pela Diretoria do Norte da PJ, cerca das 16:40. A fonte disse ainda que se deverá tratar de um homem que estava desaparecido "há cerca de 10 anos".

Segundo o Jornal de Notícias, três brigadas da Polícia Judiciária de Braga, apoiadas pelos Bombeiros Famalicenses, desenterraram o cadáver de um homem de 45 anos que estava desaparecido desde 2009.

As autoridades já identificaram um suspeito que confessou a autoria do crime. Disse que se tratou de um disparo acidental relacionado com um negócio de venda de arma.

O homicida terá estado no estrangeiro nos últimos anos e decidiu confessar o que aconteceu agora que regressou a Portugal.