"Operação bem-sucedida". Feridos na Madeira a caminho da Alemanha

"Cumprimos os objetivos e a operação foi bem-sucedida", declarou o secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, sobre a transferência para o aeroporto dos feridos alemães do acidente rodoviário

"Cumprimos os objetivos e a operação foi bem-sucedida", declarou o secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, em conferência de imprensa, há poucos minutos, no aeroporto. Os 12 feridos alemães, vitimas do trágico acidente rodoviário em quem morreram 29 pessoas da mesma nacionalidade, partiram num avião hospital da Força Aérea alemão com destino à Alemanha, viagem que deverá levar cerca de três horas até ao destino.

Pedro Ramos assinalou a "rapidez" com que a operação foi feita (menos de duas horas), "cumprido os objetivos" que tinham sido combinados entre as autoridades portuguesas e alemãs, que estão no Funchal a acompanhar o processo.

"Esta transferência de feridos não se decidiu porque houvesse qualquer problema ou falta de cuidados médicos, mas por uma questão de humanização e apoio de familiares que podem ter na sua terra natal", frisou o responsável.

Explicou que, em cumprimento das normas internacionais para estes casos, a situação de cada ferido foi avaliada. Dez deles foram acompanhados no transporte por uma enfermeira e dois, cuja situação era mais grave, tiveram consigo dois médicos dos cuidados intensivos e duas enfermeiras.

O destino do avião é a cidade de Colónia, onde os alemães serão internados num hospital local, com especialidade de trauma. "Depois do seu estado ser reavaliado, podem ser transferidos para as suas zonas de residência", avançou Pedro Ramos.

Este responsável revelou que "estão concluídas" todas as autópsias às vítimas mortais e que a sua transladação é da responsabilidade das autoridades portuguesas. Embora ainda não haja uma data definida para esta operação, Pedro Ramos admitiu que tal possa acontecer entre as próximas 24 e 48 horas.

A primeira ambulância da operação partiu às 08:42 horas do Hospital rumo ao Aeroporto da Madeira - Cristiano Ronaldo num percurso de cerca de 20 minutos.

Na quarta-feira, um acidente com um autocarro de turistas alemães no Caniço, em Santa Cruz, na ilha da Madeira, provocou 29 mortos e 27 feridos, dois dos quais portugueses (o motorista e a guia turística).

Entretanto, a maior parte dos feridos que entrou no Hospital já teve alta, ficando, agora, internados apenas os dois portugueses e uma turista alemão que não seguiu hoje para a Alemanha por motivos clínicos, segundo a Direção Clínica do Hospital Central do Funchal ou Dr. Nélio Mendonça.

A operação é suportada pelo Serviço de Saúde da Madeira (SESARAM)e pelo Serviço Regional de Proteção Civil (SRPC), tendo as 12 ambulâncias partido para o Aeroporto com equipas médicas da região e da Alemanha e escoltadas por batedores da Polícia de Segurança Pública (PSP).