Infarmed retira cremes perigosos para a saúde, um deles para crianças

O Infarmed proibiu a venda do creme de rosto Barral BabyProtect e dos hidratantes de limão e de frutas Inca. Usam ingredientes proibidos que fazem mal à saúde.

A autoridade nacional do medicamento detetou nos três tipos de creme a utilização de ingredientes não autorizados e que as empresas omitiram nas listas. Foram identificados em análises laboratoriais.

O creme de rosto Barral BabyProtect contem Phenoxyethanol e conservantes proibidos, pelo que o Infarmed "ordena a suspensão imediata da comercialização e a retirada de todas as unidades existentes no mercado", lê-se em comunicado.

Nos produtos INCA Creme Hidratante de Limão e Inca Creme Hidratante de Frutas encontraram Methylchloroisothiazolinone e Methylisothiazolinone, além do responsável pela sua comercialização "não garantir o cumprimento das obrigações previstas" no Regulamento CE nº 1223/2009.

"A utilização desta mistura de conservantes é proibida em produtos cosméticos não enxaguados e pode colocar em sério risco a saúde humana, por induzir alergia de contacto", justifica o Infarmed.

Os comerciantes que disponham desses cremes devem retirá-los da venda o público e os consumidores que os tenham comprado devem deixar de os usar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG