Incêndio em prédio de Campo de Ourique já foi extinto

O fogo não provocou vítimas, mas cerca de duas dezenas de moradores aguardam pelo final da avaliação do edifício para poderem regressar às suas casas

O incêndio que deflagrou esta sexta-feira num prédio do bairro lisboeta de Campo de Ourique foi dado como extinto às 13.33 horas, disse à Lusa fonte do Regimento de Sapadores Bombeiros da capital.

O fogo, que não provocou vítimas, foi circunscrito à cobertura do edifício, no número 91 da rua de Infantaria 16, em Campo de Ourique, acrescentou a mesma fonte.

No combate ao incêndio estiveram 37 operacionais e 11 veículos do Regimento de Sapadores Bombeiros, tendo os Bombeiros Voluntários de Campo de Ourique empenhado seis elementos e dois veículos. À Lusa, fonte dos bombeiros adiantou que dois edifícios foram evacuados "por motivos de precaução".

Em declarações aos jornalistas no local do incêndio, Carlos Castro, assessor na Câmara de Lisboa para a Proteção Civil Municipal, avançou que tiveram de ser evacuados os edifícios contíguos, sem quantificar quantas famílias foram afetadas. "O serviço municipal de Proteção Civil está a proceder à avaliação do edificado para ver as condições para que os habitantes possam regressar às suas casas", disse Carlos Castro.

De acordo com o responsável, os habitantes dos prédios contíguos ao do incêndio já podem regressar às suas habitações, mas os do número 91 da rua da Infantaria 16 "ainda não". Segundo os moradores, as pessoas afetadas pelo incêndio e que ainda não podem voltar às suas casas rondam as "duas dezenas".

Exclusivos

Premium

Flamengo-Grémio

Jesus transporta sonho da Champions para a Libertadores

O treinador português sempre disse que tinha o sonho de um dia conquistar a Liga dos Campeões. Tem agora a oportunidade de fazer história levando o Flamengo à final da Taça Libertadores para se poder coroar campeão da América do Sul. O Rio de Janeiro está em ebulição e uma vitória sobre o Grémio irá colocar o Mister no patamar de herói.