Governo intensifica rastreio a lares do Norte. Mais de 20 mil trabalhadores vão ser testados

O programa de testes nos lares vai intensificar nas próximas semanas. Uma grande operação logística que envolve várias entidades, referiu o secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro.

O secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, responsável pela coordenação da execução do Estado de Emergência no Norte, anunciou esta sexta-feira que vai intensificar a realização de testes nos lares da região, durante as próximas semanas.

Numa conferência de imprensa, no Porto, o governante explicou que "para isso foi montada uma grande operação logística que envolve a Autoridade Regional de Saúde-Norte, os Agrupamentos de Centros de Saúde, os Centros Distritais da Segurança Social, a Proteção Civil, o INEM e a Cruz Vermelha".

Eduardo Pinheiro garantiu que o rastreio vai ser feito em todos os concelhos da Região Norte, dando prioridade à utilização das infraestruturas de testagem já existentes no território.

"Estamos a falar de um total de mais de 20 mil trabalhadores. É verdade que muitos já foram testados, mas, ainda assim, teremos de assegurar a realização de mais testes. Sei que o número é grande, mas mais importante é que tal medida garante a segurança a mais de 25 mil utentes", disse.

Na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, Eduardo Cabrita referiu que o programa de testes conta com o apoio de 10 universidades, politécnicos e instituições com laboratórios. O ministro da Administração Interna afirmou que o objetivo é permitir a realização de testes de forma "sistemática",, principalmente a trabalhadores dos lares que são "potenciais portadores da doença".

"Foi possível nestas duas semanas estabelecer contactos com a União das Misericórdias, e através do contacto com todas as comunidades intermunicipais, foi possível estabelecer um programa de realização de testes destinados aos trabalhadores dos lares. E aos utentes, desde que sinalizados pela autoridades de saúde", afirmou o ministro Eduardo Cabrita,

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG