GNR trava corrida ilegal com 150 viaturas. Quatro carros foram apreendidos

Foram apreendidas quatro viaturas e uma pessoa foi detida por conduzir sem carta, numa operação policial que se realizou na praia da Figuerinha, em Setúbal.

Quatro automóveis apreendidos, um homem detido por conduzir sem carta e 37 autos de contraordenação por transformação de veículos. Este é o balanço da operação policial que a GNR realizou esta madrugada na zona do estacionamento da Praia da Figueirinha, em Setúibal, onde se concentravam 150 automóveis durante a realização de corridas ilegais. Na ação foram intercetados 38 veículos.

A operação policial de fiscalização rodoviária foi desencadeada pelo Destacamento de Trânsito de Setúbal, "com o intuito de prevenir a realização de corridas ilegais e desocupar a via pública que estaria a ser ocupada ilegalmente, em ambos os sentidos da Estrada Nacional 379-1, junto ao parque de estacionamento da praia Figueirinha, Setúbal", informa a GNR em comunicado.

"Foi possível apurar que o evento, que contava com cerca de 150 veículos, decorria sem qualquer licenciamento, com espectadores e veículos a ocupar a via pública, no parque de estacionamento da praia da Figueirinha, bem como nas bermas da EN 379-1, provocando graves constrangimentos à fluidez de tráfego rodoviário, pelo que a intervenção da GNR permitiu a desocupação das referidas vias e o restabelecimento da normal circulação", informa a nota de imprensa.

Durante a operação, foram fiscalizados 38 veículos automóveis e motociclos, resultando em "37 autos de contraordenação, por transformação de veículos e por existência de veículos com características não averbadas no Documento Único Automóvel". Quatro automóveis foram "apreendidos por alterações às características construtivas e notificados os proprietários para serem submetidos a Inspeção Extraordinária".

Houve ainda um "auto por Introdução Irregular no Consumo, em virtude de um veículo possuir alterações às características construtivas, que alteram a cilindrada e a quantidade de CO2 emitido e de onde resulta a alteração do valor de IUC devido para o veículo em causa".

A ação envolveu meios significativos da GNR, com o reforço do Destacamento Territorial de Setúbal, do Destacamento de Intervenção de Setúbal, da estrutura de investigação criminal do Comando Territorial de Setúbal e com o Grupo de Intervenção de Ordem Pública da Unidade de Intervenção.

As corridas ilegais ocorrem um pouco por todo o país e a GNR garante que irá manter-se atenta. "A GNR procurará manter-se vigilante para que seja possível prevenir e reprimir eventos que, não só ponham em causa o direito de circulação dos cidadãos, como atentem contra a segurança rodoviária de todos quantos utilizam a via pública."

Exclusivos