Estudante portuguesa de Erasmus morre em Praga

Jovem de 21 anos foi atropelada esta quinta-feira por um elétrico na Avenida Na Petrinách. O óbito foi declarado logo no local. Embaixada portuguesa já informou a família.

Estudante natural de Alcobaça morreu esta tarde numa avenida de Praga, na República Checa, em consequência de um atropelamento por um elétrico. Segundo as autoridades checas, o óbito foi declarado logo no local e a embaixada portuguesa informada sobre a ocorrência

A jovem, que estava a terminar a licenciatura de Estudos Gerais na Faculdade de Letras de Lisboa, vivia em Praga desde o dia 20 de setembro no âmbito do Programa de Erasmus para cumprir a parte letiva que lhe competia na Faculdade de Artes Charles University.

A morte da jovem foi comunicada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e também pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa no seu portal.

Numa nota publicada, o diretor da FLUL, Miguel Tamen, manifestou, "em nome de toda a comunidade académica, o mais profundo pesar" pela morte da aluna e que a FLUL está "a prestar todas as diligências necessárias de apoio à família" da estudante.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, lamentou também a morte da estudante, natural de Alcobaça, distrito de Leiria e expressou igualmente "as condolências à família da estudante".

À Lusa, fonte do gabinete do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas garantiu que a embaixada já falou com a família da portuguesa, a quem apresentou as suas condolências.

"A embaixada acompanhará o processo de transladação do corpo, disponibilizará os documentos necessários e prestará apoio à família nesta hora difícil, nomeadamente no contacto com as entidades checas", referiu a mesma fonte.

Exclusivos