Detido no Seixal suspeito de raptar portuguesa em Barcelona

Homem de 30 anos é suspeito de um crime de sequestro agravado, ofensas à integridade física e violência doméstica.

A Polícia Judiciária respondeu a um pedido de colaboração das autoridades espanholas e deteve um homem de 30 anos suspeito do sequestro de uma portuguesa de 34 anos em Barcelona. Margarida Simões, de 24 anos, foi dada como desaparecida em Espanha e encontrada na quarta-feira à tarde no Seixal, depois de ter estado três dias em cativeiro em casa do ex-namorado.

Em comunicado, a PJ diz que procedeu à detenção de um homem de 30 anos de idade, pela presumível autoria de um crime de sequestro agravado, ofensas à integridade física e violência doméstica.

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para a aplicação da medida de coação que o Tribunal de Instrução Criminal do Seixal determinar.

Já existiam suspeitas de que a portuguesa tinha sido alvo de violência machista. Rapto terá sido protagonizado pelo ex-namorado, que já tinha sido alvo de uma queixa por violência doméstica.

Margarida Simões, a jovem de 24 anos que foi dada como desaparecida em Espanha, foi encontrada esta quarta-feira à tarde, no Seixal, depois de ter estado três dias em cativeiro na casa do ex-namorado, avança a TVI 24. A jovem tinha marcado um encontro com o homem no fim de semana passado, em Barcelona, na sequência do qual foi raptada e trazida para Portugal.

Durante o rapto, Margarida sofreu agressões físicas e foi ameaçada de morte, segundo a mesma fonte. A jovem foi mantida despida numa garagem, onde o ex-namorado lhe terá dito que iria morrer "de fome e à sede".

Ao fim de três dias em cativeiro no Seixal, Margarida conseguiu fugir e pedir auxílio.

Em atualização

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG