PSP suspende polícia que se recusou a fazer teste de álcool

Um acidente de viação entre dois automóveis resultou na morte do condutor de uma das viaturas. No outro carro seguia um agente da PSP que se recusou a fazer o teste de álcool

A Direção Nacional da PSP suspendeu o agente que se recusou a fazer teste de álcool, depois de ter estado envolvido num acidente de viação que causou a morte de outro condutor.

"Sem prejuízo da tramitação criminal, a PSP instaurou o respetivo processo disciplinar e determinou, no imediato, a aplicação da medida cautelar de suspensão preventiva de funções", informa a PSP em comunicado.

O acidente ocorreu este sábado cerca das 18h na EN365, na Golegã. Envolveu dois veículos ligeiros de passageiros e do qual resultou a morte do condutor de uma das viaturas, um homem de 78 anos de idade.

O outro condutor interveniente no acidente é polícia da PSP e não se encontrava de serviço, segundo assinala o comunicado oficial.

Quando a GNR, força de segurança a quem coube a gestão e participação do acidente, quis fazer o teste de álcool ao polícia, este recusou-se, o que motivou a sua detenção por crime de desobediência.

A Direção Nacional da PSP "lamenta o sucedido, manifesta os sentidos pêsames por mais uma morte na estrada e apresenta publicamente as suas condolências aos familiares e amigos da vítima".

Deste acidente de viação resultou ainda um ferido, de acordo com a Lusa.

O alerta para a ocorrência foi dado às 17:56, tendo sido deslocados para o local quatro viaturas e 11 operacionais dos Bombeiros Voluntários do Entroncamento e de Pernes, bem como da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Santarém.

As autoridades declararam o óbito no local, onde a outra vítima recebeu assistência médica, mas acabou por não ser transportada para uma unidade hospitalar.

A GNR tomou conta das diligências do incidente, enquanto a estrada era cortada nos dois sentidos para operações de limpeza da via e apuramento de provas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG