Casos de covid-19 estagnaram nos cinco concelhos mais afetados

Há cinco concelhos com mais de mil casos de coronavírus, mas entre o boletim epidemiológico de segunda e o de terça-feira não houve variação no número de casos.

Lisboa (1413), Vila Nova de Gaia (1263), Porto (1211), Braga (1019) e Matosinhos (1017) são os cinco concelhos portugueses com mais de mil casos registados de coronavírus, mas entre segunda e terça-feira não registaram qualquer alteração no número de infeções, segundo o boletim epidemiológico da Direção Geral de Saúde.

Esta lista do boletim epidemiológico corresponde a apenas 84% dos casos confirmados, contabilizados pelo sistema SINAVE. Em Portugal foram registadas mais 20 vítimas mortais nas últimas 24 horas, para um total de 948, e confirmados mais 295 novos casos de covid-19, para os 24 322.

Dos 11 concelhos com mais de 500 casos, só no de Sintra houve uma variação, com mais seis casos que na véspera, para os 508 casos. Gondomar (966), Maia (826), Valongo (700), Ovar (564) e Guimarães (507) mantêm os números de segunda-feira.

Depois dos seis novos casos em Sintra, há três concelhos com mais cinco casos nas últimas 24 horas: Vila Franca de Xira (são agora 160 casos), Fafe (são agora 84) e Moura (aumento para 39).

Fundão, com três casos, estreia-se na lista dos concelhos atingidos pelo coronavírus, sendo que esta lista do boletim epidemiológico.

A nível regional, o Norte continua a ser o mais afetado, com 14 702 casos (mais 206 casos) e 546 mortes (mais dez). Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 5593 casos (mais 37) e 185 mortes (mais seis) e a região Centro com 3289 casos (mais 37) e 194 mortos (mais três). O Alentejo mantém um morto e sobe 12 casos para os 201, enquanto no Algarve continua a registar-se 12 mortos e há mais dois casos (são agora 330). Nos Açores há mais um casos (121) e mais um morto (10), enquanto na Madeira continuam os 86 casos e nenhum óbito.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG