2018 é o segundo ano com menos incêndios da década

Menos 44 % da média anual de fogos fazem de 2018 o segundo ano com menor número de incêndios da década.

O ano de 2018 é, desde 2008 e até 24 de setembro, o segundo com valor mais reduzido em número de incêndios e o terceiro com menos área ardida, segundo dados da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Comparativamente ao histórico da última década, verificaram-se em 2018 menos 44% de incêndios rurais e menos 63% de área ardida relativamente à média anual do ano.

O diretor da ANPC, coronel Duarte da Costa, considera que os fatores fundamentais que contribuíram para a redução foram a "cooperação entre todos os elementos que constituem os pilares da proteção civil" e o "trabalho em rede" no combate aos incêndios. Além das boas práticas da população, que "tem uma maior preocupação no sentido do que são os seus deveres" a nível da prevenção de incêndios".

56 aviões no combate

E também reforçaram os meios. A Estratégia Operacional de Combate aos Incêndios para 2018 envolveu 56 aviões, um dos quais na Madeira. É o setor onde houve um maior reforço, mais 15% dos meios que em 2017.

Envolveu, ainda, 2303 viaturas, mais 12% do que o ano passado e 10 767 operacionais, mais 11%.

Os dados foram apresentados ao fim do dia desta terça-feira, numa conferência de imprensa dirigida pelo diretor ANPC, com a participação de dirigentes do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e do Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Anunciaram o reforço do sistema de prevenção, proteção e de socorro durante o período crítico que foi prolongado de 30 de setembro para 15 de outubro.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG