Teile, Zaga e Laga

"Desfile matahusky Calvin Klein, com passada de rainha de bateria, modelo abusada, e foi." O primeiro vídeo de Alcione Alves, a rainha das narrações do Instagram, foi publicado em maio, mas o grande sucesso da pernambucana de 29 anos chegou no final de julho. Até esta semana, o vídeo que "viralizou" no Brasil (e não só) já tinha sido visto mais de 1,6 milhões de vezes, sendo Alcione Alves seguida por 637 mil pessoas nesta rede social.

De um momento para o outro, as expressões "teile", "zaga" e "laga", que inventou e usa nos "relatos" humorísticos das coreografias de dança, saltaram das ruas da sua Recife natal para as bocas de anónimos e famosos. "Teile é quando você dá uma empinada bruta na bunda, zaga é quando desce e empina de lado, laga não vou conseguir te explicar sem mostrar...",
disse Alcione a rir ao site UOL quando em agosto o seu sucesso chegou aos media brasileiros.

O mesmo site descreve o laga como "uma rebolada bem acentuada". Além de vídeos de coreografias anónimas, já narrou passos de dança de Beyoncé ou Michael Jackson.

O sucesso foi tal que "Teile & Zaga" já é nome de música dos La Furia, ao som do qual muitos fãs de Alcione Alves ensaiam
as suas próprias coreografias, e a jovem de Recife foi contratada pela cerveja Glacial para fazer a narração de um dos seus
anúncios. Com o Carnaval de 2019 ao virar da esquina, e a importação das festas brasileiras para este lado do Atlântico, não
estranhe se começar a ouvir "teile, zaga e laga". O melhor é mesmo ir treinando a coreografia.

Ler mais

Exclusivos