Que tal uma conversa sem bandeirada?

Dará certo o governo do PS? Pois não sei. O que se sabia, há um mês, é que o PS, podendo ser governo, não podia ser governo. Porquê? Ora, porque, sabíamos todos, o PS era minoritário e não tinha apoio de outros partidos! Certo? Não. O BE e o PC, afinal, apoiam um governo PS. Se fôssemos humildes, já teríamos aprendido alguma coisa com este facto. Facto que era impossível, ainda há um mês, para quase todos nós. Seria prudente, perante a lição tão recente, que acalmássemos a nossa vontade em falar de cátedra. Por exemplo, os comunistas comem crianças ao pequeno-almoço... Pelo menos o tempo verbal está errado, não comem. Talvez ontem comessem, dou de barato. Mas, hoje, com as escutas haveria de se saber. A dieta alimentar de Jerónimo está escrutinada. E não, não come. Sobre os hábitos carcerários dos comunistas, sim, está mais do que provado que eles fizeram o gulag durante décadas. Mas aqui, Portugal e hoje, mesmo que quisessem, não podiam. O embaixador americano não deixava, nem os mercados, nem Rajoy, nem, acreditem, os portugueses. Está bem, pronto, os comunistas já não nos prendem mas, argumentam alguns, os políticos em geral são uns inúteis e uns palhaços. Pois mesmo isso é contestável. Assim: não, não são. Então, o que fazer deste diálogo? Eu digo: sair do táxi. Cá fora, mais arejados, podemos perguntar: dará certo o governo do PS? Pois não sei. É, não adiantamos muito. Mas pelo menos a conversa já não mete nojo.

Exclusivos