O homem que foi "o escultor dos papas"

O escultor italiano Enrico Manfrini (1917-2004) foi o responsável pela conceção de todos os anéis papais entre os pontificados de Pio XII e João Paulo II, perto do final do qual viria a morrer. Nascido em Milão, Manfrini é conhecido também pelas suas obras monumentais, muitas das quais portas para igrejas e catedrais de várias cidades italianas. A sua longa associação ao Vaticano não se resumiu à conceção dos anéis dos papas, já que Manfrini foi também o autor de muitas medalhas e moedas comemorativas nos pontificados de Pio XII, Paulo VI, João Paulo I e João Paulo II, cujos bustos também esculpiu. O papa Paulo VI era um seu grande admirador, tendo assim, na altura, a Santa Sé feito várias encomendas ao escultor, nomeadamente estátuas e bustos. Desaparecido Enrico Manfrini, o autor do anel papal de Bento XVI foi o ourives Claudio Franchi. Mas a influência de Manfrini, que ficou conhecido como "o escultor dos papas", continua viva no Vaticano. Como se comprova pelo facto de o anel do Papa Francisco se basear no modelo que ele desenhou para o de Paulo VI em 1963.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG