A mobilidade do futuro

Imaginemos uma grande metrópole liderada com visão, acesso a recursos financeiros e elevada procura de serviços de mobilidade. No plano teórico, este é o contexto ideal para a "mobilidade do futuro". Mas pode ser posto em causa pela ausência de uma condição de base: o funcionamento de todos numa ótica de ecossistema. A adequação da mobilidade urbana às necessidades dos cidadãos só será possível se os operadores de transporte capitalizarem complementaridades entre as suas ofertas, com os sistemas de transportes articulados entre mais do que uma cidade. Um sistema de veículos autónomos requer a adequação da infraestrutura rodoviária e condições robustas de conectividade e telecomunicações. A descarbonização está dependente da capilaridade da rede de carregamento e da capacidade de todo o sistema de abastecimento de eletricidade. Tal como uma equipa de futebol cheia de talentos apenas conquistará títulos se atuar em equipa, a mobilidade do futuro depende da colaboração entre os diferentes agentes de forma integrada.

Partner da Deloitte

Ler mais

Exclusivos