As cidades que já fazem história nas suas estórias


Quem não gostaria de viajar através da toca do coelho? Poderá ser bastante desconfortável, mas é certamente mais desafiante do que voar de avião ou navegar à deriva no oceano. E, convenhamos, a viagem através da toca do coelho promete-nos algo muito mais maravilhoso no final da jornada.

Claro que ninguém vai viajar numa toca de um coelho, mas o conto clássico de Lewis Carroll sobre Alice no País das Maravilhas transporta-nos para um universo imaginativo e sedutor de gatos flutuantes, com amantes de chá que usam chapéus estranhos, cartas de baralho famintas por poder e comida deliciosa com efeitos peculiares.

Wonderland! Tudo isto, depois de atravessar a toca, é o que encontramos em Wonderland. Um local, um sítio, um reino, o que quiserem. Eu resolvi chamar a estes locais imaginários de cidades-personagem.

São as cidades e os locais que ganharam tanta, ou maior nalguns dos casos, projeção como as personagens que nelas habitam.

Quem nunca ouviu falar de Metropolis? A mítica cidade onde o Daily Planet é o jornal de referência onde Clark Kent é jornalista? A mítica cidade que Clark Kent, quando não é Clark Kent, protege vestindo a sua capa vermelha? Uma réplica de Nova Iorque, mas, ainda assim, mítica.

Quem não conhece e reconhece Hell's Kitchen e Gotham City, como as cidades negras, cobertas de crime, nubladas de dia e soturnas de noite. Sobrevivem à meia-luz, com medo nos becos e vielas. Sobrevivem sim, com a ajuda de Daredevil e de Batman, os mascarados humanos, mas estes, sem superpoderes.

Neverland! Onde apenas entram crianças. Onde a vida selvagem inclui flamingos e crocodilos... fadas e duendes, mas é com as sereias e com os piratas que os miúdos perdidos devem ter redobrada atenção.

Asgard, carregada de personagens fantásticas e fabulosas com superpoderes, onde martelos e cajados têm uma palavra a dizer no combate aos vilões.

Hogwarts! Outro local paralelo, também com via direta para o nosso mundo. Na opinião de muitos a melhor escola do mundo, seja ela onde for...

Todos estes locais, cidades, sítios e reinos podem definir-se da mesma forma que o especialista em literatura medieval Norris J. Lacy definiu Camelot: "Não sendo em nenhum lugar em particular, pode estar em qualquer lugar."

Diretor do IADE - Faculdade de Design, Tecnologia e Comunicação da Universidade Europeia

Exclusivos

Premium

Gastronomia

Quem vai ganhar em Portugal as próximas estrelas Michelin

É já no próximo dia 20, em Sevilha, que vamos conhecer a composição ibérica das estrelas Michelin para 2020. Estamos em festa, claro, e festejaremos depois com os nossos bravos, mesmo sabendo que serão poucos para o grande nível a que já chegámos. Fernando Melo* escreve sobre os restaurantes que podem ganhar estrelas Michelin em 2020 em Portugal.