Todos contra Trump

Bernie Sanders está virtualmente afastado da corrida democrata mas não quer desistir. Do ponto de vista de quem o apoia, faz bem. A sua candidatura foi de rutura com a agenda mais ao centro com que o partido tem pautado as últimas duas décadas e as expectativas iniciais foram largamente superadas. Por isso, irá à convenção de Filadélfia tentar influenciar as linhas com que se cozerá uma possível administração Clinton. Do aumento do salário mínimo à recusa dos tratados de livre-comércio, do corte com o financiamento partidário vindo de Wall Street à universalidade do Medicare, ou mesmo a defesa do fim do modelo de exploração de gás e petróleo de xisto. A base que o acompanha com entusiasmo e o seu estatuto de outsider compõem os termos da não desistência. Isto não significa que Hillary alinhe com o cardápio, pode é ficar condicionada se quiser arregimentar esses eleitores em novembro. O que parece certo é que vai virar totalmente baterias para Trump, coisa que, aliás, já está a acontecer. O domínio do republicano nas cinco primárias desta terça-feira reforça essa estratégia. Se a Hillary bastam 24% dos delegados que ainda estão por disputar nas 14 primárias que faltam, Trump tem de conquistar um pouco mais de metade dos que estão em jogo nas dez que restam. Apesar da dinâmica imparável de vitórias, a grande dúvida permanece: chegará o fim com os delegados necessários à nomeação? Como já aqui referi, é difícil que mesmo que não os consiga o partido não o valide em convenção, até porque até hoje Trump teve mais cem mil votos do que Mitt Romney em toda a corrida republicana de 2012. Ou seja, a legitimidade popular é enorme, mesmo que venha a ficar aquém das regras colegiais. Um problema para o GOP? Certamente. Por isso é que, neste clima de incerteza, Clinton tudo fará para desgastar Trump e o partido, pondo-os uns contra os outros. Falta saber como.

Ler mais

Exclusivos

Adolfo Mesquita Nunes

Premium Derrotar Le Pen

Marine Le Pen não cativou mais de dez milhões de franceses, nem alguns milhões mais pela Europa fora, por ter sido estrela de conferências ou por ser visita das elites intelectuais, sociais ou económicas. Pelo contrário, Le Pen seduz milhões de pessoas por ter sido excluída desse mundo: é nesse pressuposto, com essa medalha, que consegue chegar a todos aqueles que, na sequência de uma crise internacional e na vertigem de uma nova economia digital, se sentem excluídos, a ficar para trás, sem oportunidades.

Adolfo Mesquita Nunes

Premium Derrotar Le Pen

Marine Le Pen não cativou mais de dez milhões de franceses, nem alguns milhões mais pela Europa fora, por ter sido estrela de conferências ou por ser visita das elites intelectuais, sociais ou económicas. Pelo contrário, Le Pen seduz milhões de pessoas por ter sido excluída desse mundo: é nesse pressuposto, com essa medalha, que consegue chegar a todos aqueles que, na sequência de uma crise internacional e na vertigem de uma nova economia digital, se sentem excluídos, a ficar para trás, sem oportunidades.

João Taborda da Gama

Premium Temos tempo

Achamos que temos tempo mas tempo é a única coisa que não temos. E o tempo muda a relação que temos com o tempo. Começamos por não querer dormir, passamos a só querer dormir, e por fim a não conseguir dormir ou simplesmente a não dormir, antes de passarmos o resto do tempo a dormir, a dormir com os peixes. A última fase pode conjugar noites claras e tardes escuras, longas sestas de dia com um dormitar de noite. Disse-me um dia o meu barbeiro que os velhotes passam a noite acordados para não morrerem de noite, e se ele disse é porque é.

João Taborda da Gama

Premium Temos tempo

Achamos que temos tempo mas tempo é a única coisa que não temos. E o tempo muda a relação que temos com o tempo. Começamos por não querer dormir, passamos a só querer dormir, e por fim a não conseguir dormir ou simplesmente a não dormir, antes de passarmos o resto do tempo a dormir, a dormir com os peixes. A última fase pode conjugar noites claras e tardes escuras, longas sestas de dia com um dormitar de noite. Disse-me um dia o meu barbeiro que os velhotes passam a noite acordados para não morrerem de noite, e se ele disse é porque é.