O aparelho conta?

É muito cedo para fazer previsões mas o Iowa mostrou qual a questão fundamental nos próximos meses: que força terão os candidatos preferidos do establishment partidário para travar os representantes das alas menos sincronizadas com as suas máquinas? Nos democratas, é tudo claro como água. Hillary Clinton garantiu apoio da maioria dos futuros superdelegados à convenção e é há muito a desejada pelas estruturas nacionais do partido. Já Bernie Sanders, que só aderiu aos democratas em 2015, tem um discurso de rutura com o centro do partido e por isso é popular entre os mais jovens e os independentes, com perspetivas de bons resultados se a mobilização se mantiver. Mas isto não significa que algumas vitórias (já em New Hampshire) criem uma dinâmica igual à de Obama em 2008. Primeiro, Sanders não é Obama. Segundo, o establishment democrata dificilmente abandonará Clinton novamente. Terceiro, caso Cruz ou Rubio se posicionem como líderes na corrida republicana, a experiência política de Hillary sairá valorizada como uma característica decisiva, ponto que a distancia de Sanders. Do lado republicano, está tudo mais turvo. O aparelho do GOP odeia Trump, desdenha Cruz e apostou as fichas todas em Jeb Bush que, não tendo caído, precisa de grandes resultados em New Hampshire, Carolina do Sul e Nevada para inverter a ideia de que é Marco Rubio o favorito do partido na "superterça--feira", 1 de março. Os senadores, por exemplo, estão a temporizar os apoios, embora Rubio tenha tido já uma boa notícia: Tim Scott, o único republicano negro no Senado, apoiou-o e sendo da Carolina do Sul é um endosso relevante a curto prazo. Se o partido quer vencer em novembro, tem de ir além do voto branco, religioso e rural. Rubio pode ser o único capaz de alargar essa base, até porque o candidato unificador é normalmente o nomeado do partido.

Ler mais

Exclusivos

Adolfo Mesquita Nunes

Premium Derrotar Le Pen

Marine Le Pen não cativou mais de dez milhões de franceses, nem alguns milhões mais pela Europa fora, por ter sido estrela de conferências ou por ser visita das elites intelectuais, sociais ou económicas. Pelo contrário, Le Pen seduz milhões de pessoas por ter sido excluída desse mundo: é nesse pressuposto, com essa medalha, que consegue chegar a todos aqueles que, na sequência de uma crise internacional e na vertigem de uma nova economia digital, se sentem excluídos, a ficar para trás, sem oportunidades.

Adolfo Mesquita Nunes

Premium Derrotar Le Pen

Marine Le Pen não cativou mais de dez milhões de franceses, nem alguns milhões mais pela Europa fora, por ter sido estrela de conferências ou por ser visita das elites intelectuais, sociais ou económicas. Pelo contrário, Le Pen seduz milhões de pessoas por ter sido excluída desse mundo: é nesse pressuposto, com essa medalha, que consegue chegar a todos aqueles que, na sequência de uma crise internacional e na vertigem de uma nova economia digital, se sentem excluídos, a ficar para trás, sem oportunidades.

João Taborda da Gama

Premium Temos tempo

Achamos que temos tempo mas tempo é a única coisa que não temos. E o tempo muda a relação que temos com o tempo. Começamos por não querer dormir, passamos a só querer dormir, e por fim a não conseguir dormir ou simplesmente a não dormir, antes de passarmos o resto do tempo a dormir, a dormir com os peixes. A última fase pode conjugar noites claras e tardes escuras, longas sestas de dia com um dormitar de noite. Disse-me um dia o meu barbeiro que os velhotes passam a noite acordados para não morrerem de noite, e se ele disse é porque é.

João Taborda da Gama

Premium Temos tempo

Achamos que temos tempo mas tempo é a única coisa que não temos. E o tempo muda a relação que temos com o tempo. Começamos por não querer dormir, passamos a só querer dormir, e por fim a não conseguir dormir ou simplesmente a não dormir, antes de passarmos o resto do tempo a dormir, a dormir com os peixes. A última fase pode conjugar noites claras e tardes escuras, longas sestas de dia com um dormitar de noite. Disse-me um dia o meu barbeiro que os velhotes passam a noite acordados para não morrerem de noite, e se ele disse é porque é.