Um ano difícil

Não me lembro de haver um arranque de ano escolar sem agitação - professores que não chegam, escolas que não abrem, colocações mal feitas, protestos de pais, professores, diretores. O cenário repete-se e repete-se sem que se aprenda que insistir em mudar tudo todos os anos só nos atrasa - não só no arranque do ano letivo mas sobretudo a nível da preparação que estamos a dar aos nossos filhos. Não me lembro, porém, de um novo período de aulas estar para arrancar com tantas promessas de tensão a lançarem sombras sobre as paredes do Ministério da Educação. E que vão além das falhas nas listas de colocação - que são incontornáveis -, dos professores colocados a centenas de quilómetros de casa e dos problemas com pessoal. A guerra dos colégios - os que ficaram sem contratos de associação - com Tiago Brandão Rodrigues, não parece estar perto de acabar. O ministro está irredutível na sua intenção de apenas financiar os privados que este ano lhe fazem falta para garantir que os miúdos em determinadas áreas não ficam sem lugar numa sala de aula. Os colégios, apoiados pelos pais dos miúdos que ali cresceram, garantem que a interpretação que a tutela faz dos contratos é errada e por isso vão abrir as turmas que Brandão Rodrigues disse que não pagaria e processar o Estado se dele não receberem o financiamento que acreditam que lhes é devido. A avançar, a decisão será feita caso a caso, escola a escola, consoante o juiz veja razão de um lado ou do outro - e nunca será um processo simples. E agora há mais uma pedra no caminho do ministro: onde pôr todas as crianças de 4 anos que já têm de estar no pré-escolar neste ano letivo? Em regiões como a Grande Lisboa, não há salas ou pessoal para recebê-las, mas é o próprio Estado que diz que elas têm de ser integradas. IPSS e Misericórdias chegarão para garantir uma solução? E virá a tempo do arranque do ano? Dificilmente. Há muita coisa no prato de Brandão Rodrigues. Resta saber se o ministro conseguirá resistir aos embates que tem pela frente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG