Luís Castro e o futebol jovem: «As pessoas não percebem o que é importante na vida»

Texto de Hugo Tavares da Silva | Fotografia de Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens Tem saudades dos tempos de formação? Não. Não é uma questão de ter saudades ou não. Cada momento da minha vida a servir o futebol é uma oportunidade que tenho para ele me satisfazer a mim. Há realmente coisas de que gostamos mais de fazer do que de outras, mas quando estamos envolvidos nelas nem damos conta se gostamos muito ou pouco. Gostamos. Foram excelentes tempos [sete anos como diretor técnico da formação do FC Porto], vivíamos com a pressão forte de desenvolvimento de jogadores e conquista […]

Para saber mais clique aqui: www.noticiasmagazine.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG