Como esquecer o dia seguinte ao de um assalto?

Texto de Joana M. Soares Nove de junho de 2009. Luzia, de 57 anos, recorda como se fosse hoje. “Como esquecer?” O relógio segue nas 21 horas, é quase verão e ainda há luz. Depois de mais um dia a cumprir a vida, Luzia chega a casa de carro – novo -, abre a garagem e é surpreendida por três jovens que lhe entram pela viatura dentro, de arma de fogo apontada. “Ofereci resistência.” Por causa da resistência, mais tarde, no hospital, levou 27 pontos na cabeça. “Deram-me com a arma na cabeça com tanta força e eu a resistir, […]

Para saber mais clique aqui: www.noticiasmagazine.pt

Exclusivos