Certezas, fantasias e teorias da conspiração: os mitos do cancro

Texto de Pedro Emanuel Santos Antes de começar a ler este texto, experimente escrever num motor de busca da internet a expressão "mitos sobre o cancro". Já está? Encontrou, certamente, mais de um milhão de links com artigos sobre o assunto. E não terá tido dificuldade em deparar-se com mensagens escritas num tom aterrador sobre coisas que deve deixar imediatamente de fazer sob pena de, daqui a uns anos, ser o infeliz contemplado com um diagnóstico de cancro. Mas não acredite em tudo que lê. Ou em quase tudo. A grande maioria dos mitos sobre o cancro é isso mesmo: […]

Para saber mais clique aqui: www.noticiasmagazine.pt

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os aspirantes a populistas

O medo do populismo é tão grande que, hoje em dia, qualquer frase, ato ou omissão rapidamente são associados a este bicho-papão. E é, de facto, um bicho-papão, mas nem tudo ou todos aqueles a quem chamamos de populistas o são de facto. Pelo menos, na verdadeira aceção da palavra. Na semana em que celebramos 45 anos de democracia em Portugal, talvez seja importante separarmos o trigo do joio. E percebermos que há políticos com quem podemos concordar mais ou menos e outros que não passam de reles cópias dos principais populistas mundiais, que, num fenómeno de mimetismo - e de muito oportunismo -, procuram ocupar um espaço que acreditam estar vago entre o eleitorado português.