Notícias Magazine

Notícias Magazine

Hipnose: o sono terapêutico que melhora a vida

Texto de Cláudia Pinto Foi numa situação limite que Ana Maria (nome fictício), de 35 anos, chegou à hipnoterapia. Depois de uma separação conturbada, com um filho pequeno nos braços e sem trabalho, tinha de reagir e precisava de soluções rápidas. Tinha feito psicoterapia com um profissional que “adora” e com quem pensa voltar a ter consultas, mas, quando soube que os resultados com a hipnose clínica eram mais céleres, não hesitou. “Não estava a ser a mãe que o meu filho precisava. Decidi experimentar e foram seis sessões que me tornaram numa pessoa diferente. Acima de tudo, senti que […]

Notícias Magazine

Caminhar fugindo às lesões e ao tempo perdido

Texto de Rita Neves Costa Há quem diga que uma caminhada pode ser um bom ponto de partida para uma vida mais saudável e ativa. Já encaixa no cliché de uma consulta médica: “Faz exercício físico? Devia caminhar”. No entanto, poucos sabem verdadeiramente o poder da marcha, seja pelas vantagens, seja pelas desvantagens. Apesar de ser um exercício físico de baixa intensidade, nem todos o fazem corretamente. E quando se torna um hábito, a caminhada pode já nada fazer pela nossa saúde. “Tendo em conta que a maioria da população é sedentária, a caminhada como atividade física de gasto calórico […]

histórias

Envelhecer é uma arte, não é uma doença

Texto de Sara Dias Oliveira “O meu espírito irrequieto nunca me deixou ficar parado muito tempo.” Bernardo Belo Marques, 77 anos, de Braga, reformou-se em 1995 e nunca quis passar os dias a jogar cartas ou dominó num banco de jardim. “Seria deprimente, um desperdício de tempo, uma vida desenxabida.” São 23 anos de vida de reformado. “Faço sem pressas o que me dá prazer e não me recordo de ter tempo vago”, confessa. Recuperou um gosto antigo, a pintura, e expôs obras em vários espaços da cidade. Esteve na fundação da Rádio Barcelos e na dinamização de uma associação […]

Opinião

Empresta-me a faca para te assaltar

– … foram feitos os reconhecimentos quando vocês foram presos, provavelmente alguns continuarão a dizer que foram vocês… Esse gajo diz que foram feitas ameaças… e sacudira as penas de petróleo, olhando o relógio, entretanto uma mulher baixa de grandes óculos sentou-se no banco dos réus, entre os dois homens, esta vinha de casa, não da prisão, a seguir entraram os juízes, que se atrapalharam com os cadeirões de pau-chumbo, parecia que arrastavam uma coluna da sé catedral. – Isto é cómico, suspirou a juíza. – Estas cadeiras são uma coisa estonteante, disse o colega. Nesse instante, o sol no […]

Opinião

“Tu és um bocado chato. Porque é que não vais entrevistar santos de classe A e B?”

É com extraordinário prazer, e alguma admiração, que temos connosco, nestas entrevistas que nunca fiz, São João. Olá, São João. Como estás? Vai-se andando, menos cabelo – mas mesmo assim mais do que o Santo António -, etc. Sabes como é, a idade e os vermes não perdoam. Pois. Para começar, uma coisa que nunca percebi bem é a diferença que existe entre um santo e um anjo. Há muitas diferenças. Mas para tentar compreender um pouco da anatomia dos anjos, que me dizes a irmos dissecar um.… Não sei… eu… coisas com asas fazem-me confusão. Não podemos dissecar um […]

Estilos

Como domesticar uma bexiga mal comportada?

Texto de Sara Dias Oliveira Em 2015, Paula Guimarães fez uma histerectomia radical. Dois anos depois, sentiu que a bexiga já não se portava da mesma maneira. Sempre a correr para a casa de banho, aquele pensamento de que a bexiga poderia ter descaído com a operação, a sensação que talvez não houvesse qualquer sentido para o que se estava a passar. Tinha 54 anos. “Em setembro de 2017, tive uma crise um bocado chata, uma crise de incontinência que só parou quando parou”, recorda. Estava na rua, numa das mais movimentadas de Lisboa, sentiu o chão fugir-lhe debaixo dos […]

histórias

Bicicleta: a história do veículo que chegou a ser um trunfo de guerra

Por Ana Tulha Contar a história dos primórdios da bicicleta pode ser um exercício quase tão arriscado como conduzir um velocípede sem rodas de apoio pela primeira vez. Ainda assim, e apesar da diversidade de teorias existentes, as versões mais comuns apontam para que tenha sido o francês Conde de Sivrac a engendrar o primeiro esboço de bicicleta, em 1780. Esboço, leia-se. É que, no fundo, era apenas uma estrutura em madeira, com duas rodas interligadas por uma viga e uma barra fixa que, não servindo para conduzir coisa nenhuma (que fartote de tombos…), sempre permitia apoiar as mãos. Já […]

histórias

Quando um salário não chega

Texto de Kátia Catulo Daniela Cochicho deixa a filha mais nova na escola, agarra na mota e serpenteia o trânsito para chegar às 9 horas ao laboratório de virologia do Instituto Português de Oncologia de Lisboa. A essa hora, Pedro Pinto encosta a bicicleta a um canto e entra no Amendoeira Golf Resort, em Silves, começando a resolver os primeiros problemas no sistema informático. De volta a Lisboa, Nuno Lopes espera no hall de um hotel por um grupo de turistas para mais um tour pelas cidades portuguesas. E Isabel Holbeche está no seu apartamento, em Sintra, a dosear óleos […]

histórias

Vítor Constâncio: guarda-redes sob fogo cruzado

Texto de Alexandra Tavares-Teles “É um perfilado muito difícil”, avisam. Descrevem-no “incapaz de falar de si, publicamente”, uma personalidade “reservada, muito associal”. E, por isso, “com poucos amigos”. Duarte da Cunha, economista de 76 anos, é o companheiro de sempre. Conheceram-se no Liceu Pedro Nunes vai para mais de seis décadas. Partilhavam a turma, a equipa de andebol – Vítor jogava à baliza, Duarte, um ano mais velho, na frente -, o caminho de regresso a casa. Que a certa altura, porém, bifurcava: Duarte, filho de médico bem-sucedido, morava na Lisboa da classe alta a que pertencia; Vítor, filho único […]

histórias

México: morrer em nome da verdade

Texto de Pedro Cardoso, no México 16 de maio. Nem há um mês. No chão de cimento, um corpo com marcas de violência e um tiro na cabeça. Duas garrafas de cerveja vazias – uma verde, outra castanha – sustêm um plástico azul que mal cobre a cara e o peito de Francisco Romero. São seis da manhã e a notícia estala na turística Playa del Carmen, a 70 quilómetros de Cancun: mataram Ñaca-Ñaca. O jornalista de “Ocurrió Aquí” caiu numa emboscada. “Por volta das cinco da manhã, recebeu uma chamada para cobrir algo no bar ‘La Gota'”, conta à […]