Suga sucede a Abe mas mantém o Japão na linha da continuidade

O escrutínio fechado foi limitado aos parlamentares e aos representantes do partido nas 47 regiões do país. Sucede a Shinzo Abe.

O chefe de gabinete e ministro porta-voz do Governo do Japão, Yoshihide Suga, venceu hoje a eleição interna do Partido Liberal Democrata (PLD, no poder), para suceder ao primeiro-ministro Shinzo Abe.

Suga, de 71 anos, obteve 377 votos contra 89 para o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros Fumio Kishida e 68 para o antigo ministro da Defesa Shigeru Ishida, anunciou o PLD.

O escrutínio fechado foi limitado aos parlamentares e aos representantes do partido nas 47 regiões do país.

Depois de eleito pelo partido, o nome do novo líder ainda terá de ser ratificado pelo Parlamento (Dieta) como novo primeiro-ministro, cargo que deverá manter até setembro de 2021, quando ia terminar o mandato de Shinzo Abe à frente do PLD.

A ratificação irá decorrer numa sessão parlamentar extraordinária convocada para quarta-feira, conforme foi acordado pelo PLD e pelo principal bloco da oposição.

Shinzo Abe, de 65 anos, bateu o recorde de longevidade como primeiro-ministro japonês. No final de agosto, anunciou a intenção de deixar o cargo por motivos de saúde.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG