Violência em Hamburgo durante protestos contra o G20

São esperados cerca de 100 mil protestantes de toda a Europa. Vinte mil polícias estão destacados pela cidade

"Bem-vindos ao inferno". Este foi o nome atribuído pelos organizadores ao protesto que se realizou, esta quinta-feira, em Hamburgo, cidade onde decorre a cimeira do G20.

Cerca de 20 mil polícias estavam a patrulhar a cidade, visto que se esperavam cenas de violência, como acabou por acontecer, de acordo com o Telegraph.

As autoridades, que esperam cerca de 100 mil protestantes de toda a Europa, foram atacadas com garrafas e outros objetos, atirados por pessoas vestidas de preto.

Os confrontos entre a polícia e os grupos anticapitalistas levaram a que as autoridades usassem gás pimenta e canhões de água.

O Telegraph explica ainda que a polícia pediu aos manifestantes para retirarem as máscaras, algo que estes não fizeram. As autoridades tentaram então separar as pessoas de cara tapada dos restantes milhares de manifestantes. Depois, uma carrinha da polícia foi atacada com tijolos e garrafas.

Em atualização

Exclusivos