Vídeo: pai desesperado atira criança de segundo andar a arder

Um incêndio colocou oito crianças em risco de vida. Bombeiros conseguiram salvar toda a família

As imagens impressionam, mas representam um final feliz. Um incêndio no dia 3 de janeiro num prédio em Decatur, na Geórgia, EUA, deixou uma família de 12 pessoas - incluindo oito crianças - em risco de vida. Nesta história, todos foram heróis, mas foi o vídeo que mostra o pai a atirar um dos filhos do segundo andar, para que um bombeiro o apanhasse, que se tornou viral.

O pai das crianças, Lance Ragland, conseguiu salvar os filhos, quatro deles bebés, com a ajuda dos bombeiros, e foi o último a abandonar o edifício, tendo sido também a única pessoa a sofrer ferimentos. Ficou com queimaduras de segundo grau nas costas.

O bombeiro que conseguiu "apanhar" a criança que o pai atirou do segundo andar em chamas também é considerado um dos homens do dia, num acidente que tinha tudo para correr mal, mas que representou uma vitória para todos os envolvidos no resgate da família.

Foi um dos bombeiros do DeKalb County Fire Department que recebeu nos braços a criança que o pai atirou, um momento que foi captado por uma câmara instalada no capacete de um dos colegas da corporação.

De acordo com o Daily Mail, enquanto parte da corporação combatia o fogo que deixou 80 pessoas desalojadas, uma parte dos bombeiros ajudava a resgatar a família de 12 pessoas. O pai decidiu arriscar e atirar o filho do segundo andar, para puder ajudar as outras crianças que ainda permaneciam no interior do apartamento a arder.

A família de Lance Ragland está bem, mas perdeu todos os seus bens e está temporariamente em casa de familiares. A comunidade uniu-se e tem estado a recolher donativos para ajudar as crianças e para pagar os tratamentos médicos do pai.

Um familiar criou uma página de recolha de fundos no GoFundMe, que já reuniu mais de 9 mil dólares (cerca de 7360 euros) em apenas 11 dias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG