Vídeo mostra ataque de míssil a aeroporto saudita

Ataque dos rebeldes houthi no aeroporto de Abha fez 26 feridos.

Um míssil atingiu a sala de chegadas do aeroporto de Abha, na Arábia Saudita, na quarta-feira de manhã. O movimento Houthi, alinhado com o Irão, e envolvido numa guerra com uma coligação militar liderada pela Arábia Saudita, reivindicou a responsabilidade pelo ataque. A coligação disse que 26 pessoas ficaram feridas, incluindo sauditas, iemenitas e cidadãos indianos.

Através de uma câmara de vigilância no interior da sala de chegadas do aeroporto, a CNN mostra aqui o momento do ataque do míssil de cruzeiro.

A aliança sunita apoiada pelo Ocidente respondeu na quinta-feira com ataques aéreos nas cercanias da capital iemenita, Saná, que disse ter como alvo os equipamentos militares do grupo.

O aeroporto saudita atingido, Abha, fica a cerca de 200 quilómetros a norte da fronteira com o Iémen. "Enquanto estávamos sentados, ouvimos um barulho e depois vimos fogo e a explosão atirou-me para longe", disse Assiri, um saudita de 33 anos, à Reuters.

Os houthis disseram que um ataque com mísseis de cruzeiro destruiu a torre de controlo, mas um jornalista da Reuters não conseguiu ver quaisquer danos naquele edifício, além de alguns vidros estilhaçados no chão.

Os houthis, que controlam a capital do Iémen e o território onde vive a maior parte da população, têm há anos como alvo as cidades e infra-estruturas sauditas com drones e mísseis, a maioria dos quais foram interceptados pelos sistemas de defesa sauditas.

Exclusivos