Uma longa espera e menos de um minuto de Tillerson

Diante dos muitos jornalistas que o esperavam à entrada para a reunião dos chefes da diplomacia da NATO, o secretário de Estado americano disse ser necessário garantir que a Aliança tem todos os recursos.

Acompanhado por uma extensa comitiva, Rex Tillerson chegou a Bruxelas a reafirmar a mensagem da Administração Trump: "é preciso garantir que a NATO tem todos os recurso, financeiros e não só, para cumprir a sua missão".

À entrada para a reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO, antecipada uma semana para permitir a sua presença, o chefe da diplomacia americana foi claro - e breve: a Aliança tem de ter os meios para combater o Estado Islâmico e para garantir a segurança no Leste da Europa, face à ameaça russa.

O ex-CEO da Exxon disse ainda que iria trabalhar com os restantes ministros para estabelecer a agenda para a reunião de chefes de Estado e de Governo de 25 de maio, na qual o presidente americano, que considerou a NATO "obsoleta", deve participar.

Donald Trump, tal como o vice-presidente Mike Pence e o secretário da Defesa James Mattis, tem insistido em que os 28 Estados membros cumpram os 2% de gastos em defesa acordados em 2014. Só cinco países já cumpram essa meta - EUA, Grécia, Reino Unido, Estónia e Polónia.

Sem aceitar perguntas, Tillerson seguiu às pressas para o encontro. Falou menos de um minuto.

*A jornalista viajou a convite da NATO

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG