Um polícia morto e quatro feridos a tiro no Egito

Homem armado terá disparado junto a um controlo de segurança no mosteiro de Santa Catarina, um monumento muito visitado por turistas

Um polícia foi morto e quatro outros foram hoje feridos a tiro, no Egito, frente ao mosteiro de Santa Catarina, no Monte Sinai.

De acordo com um responsável da segurança, os factos ocorreram na zona de controlo do perímetro do mosteiro. Não foram avançadas mais explicações, mas as agências internacionais apontam para um homem armado que terá disparado junto a um controlo de segurança, a algumas centenas de metros da entrada do edifício.

"Uma pessoa foi morta, enquanto quatro outras foram feridas", declarou à televisão estatal egípcia um responsável do ministério da Saúde na província do Sinai do Sul, que referiu que os feridos estão estáveis e foram transferidos para a cidade vizinha de Sharm el-Sheikh, uma famosa estância turística.

O mosteiro de Santa Catarina situa-se na província do Sinai do Sul, cerca de 500 quilómetros a leste da capital egípcia, o Cairo, sendo um local muito frequentado por turistas egípcios e estrangeiros. Tem sido palco de atentados levados a cabo por 'jihadistas', dirigidos sobretudo contra a polícia e os militares.

O ramo egípcio do grupo radical Daesh reivindicou um atentado que matou, em 31 de outubro de 2015, os 224 ocupantes de um avião que transportava turistas russos, que regressavam da estância balnear de Sharm el-Sheikh.

Exclusivos